domingo, 3 de janeiro de 2010

Informações sobre as urnas eletrônicas

O seguinte diálogo ocorreu online e descreve meu questionamento em relação às urnas eletrônicas.
Fiz as perguntas e obtive as respostas de pessoa
entendida em processamento de dados.

Pergunta 1:
As urnas eletrônicas podem ser fraudadas?

Resposta:
A urna eletrônica é um computador, a votação é feita através de um programa que roda nele. Então se é possível fazer um programa com o fim que o dono quer...é possível
se fazer um programa o qual receba os dados que ele quer receber...

Pergunta 2:
É também possível desviar uma porcentagem de votos para um candidato, no programa?

Resposta:
Como qualquer programa de computador, ele pode fazer o que quem o programar quiser.

Pergunta 3:
Um programa tem como especialistas conferirem se está correto?

Resposta:
Sim, foi o que o TSE fez.
Abriram inscrições, para quem quisesse inspecionar, tentar adulterar o conteúdo, eles colocaram à disposição urnas com dados fictícios, porque daí essas pessoas podiam simular a votação que quisessem; podiam tentar qualquer coisa para adulterar o resultado, mas não conseguiram.
A urna é parte do processo, não o processo por completo.

Resumindo:
Os testes do TSE demonstraram que não conseguiram alterar os resultados; nenhum dos testes conseguiu violar a urna e os programas que serão utilizados em 2010.

Houve a quebra do sigilo sem rastro.

Não se conseguiu alterar a vontade do eleitor sem rastro.

Nenhum comentário: