terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A oposição ferrenha.

Quem é a oposição ferrenha ao governo Lula.
Este partido político contrário, seria oposição a qualquer governo que não seja o (des)governo deles mesmos...acredito que nem é nada pessoal com o presidente da república.

No acordo mútuo dos opositores do governo Lula, entenda-se: também opositores à democracia, entra nesta composição corruptos de diversos segmentos; modus operandi da caterva, exposta abaixo:

A tentativa de monopólio, pela mídia tendenciosa, que tem como um dos seus objetivos, defender e eleger candidatos da direita, para tirarem proveito disto, evidentemente; apoiaram o regime militar para enriquecerem-se.
Como candidatos da "direita", aqui no caso, entenda-se:
Uma pretensa elite, que para a maioria dos intelectuais não passam de escória. Tentam destruir a reputação de quem, mesmo por meios legais cruzar os seus caminhos... estão acima da lei...Agem sorrateiramente, não se mostram; dolus velatus...Eles não têm proposta de governo: não fazem e não querem deixar fazer; omissos...população é o que menos importa para estes...

É do interesse de vários segmentos da mídia (tv, jornais, revistas, etc...) a revogação da Lei da Anistia, uma vez que os mesmos colaboraram ou beneficiaram-se com a ditadura;
cresceram por razão dela e por este motivo querem a impunidade aos torturadores da ditadura militar.

O programa da Lei de Anistia permite a regulamentação da taxação das grandes fortunas. O que isto tem a ver com direitos humanos? Nada...mas veja esta conexão:
Tem muitos políticos que também prestaram serviços e favoreceram-se da ditadura, exemplos: uma bancada ruralista, com neoliberais latifundiários grileiros; já houve casos até de trabalho escravo nestas fazendas; res furtiva...
Donos de grandes fortunas tem como livrar-se de pagar o imposto de rendas, contratando advogados.
Afinal, a maioria dos políticos não estão lá para trabalharem...e muito menos em prol do país...

Bandidos do colarinho branco, mesmo pegos em flagrantes por autoridades, não passam de "suspeitos"...bem como dependendo dos suspeitos podem ser sumariamente julgados, pela mídia, condenados e expostos pela mesma...
Quem fiscaliza o judiciário?
Muita gente pobre presa injustamente...
Impunidade é para os criminosos que tem muito dinheiro; cidadão de baixa renda, mesmo inocente, pode ser tratado de forma desumana.

Muitos políticos que estão no poder, e querem a todo custo que o seu partido seja eleito, é porque estão envolvidos com bandidos do colarinho branco, beneficiando-se com dinheiro de corrupção, e querem manter-se impunes; são quadrilhas
protegidas (e infiltradas) na justiça.
Outros candidatam-se apenas para escapar à punição. Esbórnia com dinheiro público desviado em publicidade enganosa nas tvs; descaramento.

Esta facção infiltra-se e atua em movimentos sociais para incriminar as organizações; atuam de comum acordo com jornalistas corruptos...

Para pôr término ao assunto, com bom senso:
De todos os segmentos aqui expostos, sejam políticos, jornalistas, juízes, militares...etc...no meio deles existem pessoas decentes.

O MST é um movimento social, com pessoas comuns, trabalhadoras, intelectuais engajados... muitas vezes sofrem infiltrações (da súcia acima descrita) para incriminá-los...demonizá-los...

As mensagens grosseiras que recebemos pela web, ofensivas ao presidente da república, tem origem nessa escória adepta ao ideário neoliberalista.

Não pretendo dizer que no governo Lula não existe corrupção, mas pelo menos deixam investigar e instalar CPI (comissão parlamentar de inquérito). No outro governo não deixam investigar, nem instalar CPI, nem divulgam porque eles manipulam os canais de comunicação; esta é a razão pela qual este tipo de mídia, no país, estar perdendo espaço e credibilidade...

Uma 3ª via seria interessante, para que as eleições próximas não se tornem um plebiscito. Nem todos os opositores ao governo são corruptos.

Não faço parte de partido político, tenho convicções anarquistas, mas entre estes dois governos, escolho a democracia...

Nenhum comentário: